Red Needle, o drink de Leonard Cohen


Leonard Cohen criou o próprio drinque, o Red Needle, feito com tequila, suco de cranberry, limão e/ou frutas exóticas, segundo receita escrita por ele, servido em taças com gelo. 🍹A receita foi criada em 1975 na cidade de Needles, na Califórnia, onde Cohen tinha uma gravadora e, desde então, o drinque ficou famoso por ser o favorito do músico. Ele ensinou a receita na TV, falou em entrevistas e escreveu sobre o drinque no texto abaixo, retirado do livro “Atrás das Linhas Inimigas de Meu Amor” de 1978: “Estou tomando um Red Needle, um drinque que inventei em Needles, Califórnia, tequila com suco de cranberry, gelo e limão. A capacidade total. Não me foi negada a capacidade total. Aconteceu quando cheguei aos quarenta e um. Amor e Beleza me foram concedidos na forma de uma mulher. [...] Isso é papo de bêbado. Isso são os Red Needles falando. É suavidade demais.Estou aterrorizado. Não sei porque. Ontem estava tão assustado que mal consegui passar um Red Needle para um monge em Mt. Baldy.” .

.

🖼️ Em cartaz hoje, em Nova Iorque, a exposição “Leonard Cohen: A Crack in Everything”, do The Jewish Museum, que está servindo, as sextas-feiras, o Red Needle para os visitantes da exposição, tornando assim a imersão Cohen verdadeiramente completa. A expo vai até setembro.




📸 Nas fotos, Cohen em sua casa em 1999, preparando o Red Needle. Fotos de Jarkko Arjatsalo.