O rabo de porco do St. John em Londres e a fotografia irônica de Martin Parr

Updated: Oct 2, 2018

tempo de leitura: 2 minutos.

Rabo de Porco do Restaurante St. John em Londres
Crispy Pigs’ Tails and Chips do restaurante St. John, em Londres. | Foto: Instagram @st.john.restaurant

Dizem que o que motivou os ingleses a colonizarem boa parte do mundo foi a busca por uma comida decente. A gastronomia, diferente de outros países europeus, não é o maior destaque dos amantes do chá da tarde. Eu, que morei um tempo nessa cidade, discordo desta má fama inglesa, principalmente quando lembro do restaurante St. John de Fergus Henderson em Londres.


O restaurante St. John ficava a 15 minutos da minha casa, 15 longos minutos a bordo do ônibus 149, uma das linhas mais diversificadas e também excêntricas que já andei na vida. O ônibus, por estar na região do East London, onde existe uma enorme diversidade cultural, carrega também com seus passageiros comidas de todas as partes do mundo, o que o torna extremamente fétido e indigesto. Frangos fritos, kebabs, pizzas, peixes e pratos não identificados, tudo isso é quase que uma obrigatoriedade no 149. Esta miscelânea gastronômica é assunto para outro post, o que importa aqui é meu destino final, o restaurante St. John.

Pão e tomato do St. John em Londres
Sourdough and tomatoes no restaurante St. John, em Londres. | Foto: Instagram @st.john.restaurant

Logo ao entrar, passa-se pela padaria do restaurante, repleta de pães de fermentação natural, compra obrigatória antes de voltar para casa. A comida do St. John é típicamente inglesa: nose-to-tail ( do nariz ao rabo, usando todas as partes do animal) de forma simples e extremamente bem preparada. Lembro como se fosse hoje de um prato marcante que comi, o delicioso rabo de porco frito com batatas. Rabo de porco, a priore, não parece algo tão apetitoso assim, mas eu sempre gostei de comidas “inusitadas” e adoro arriscar coisas estranhas do cardápio. Que sorte a minha! A carne crocante, suculenta, gelatinosa, derretia na boca. No St. John, qualquer produto que, para muitos seriam descartados, são transformados em pratos dignos de estrelas Michelin - algo que inclusive, eles tem.


A Inglaterra clássica da comida de Fergus Henderson me lembra as fotos do também inglês Martin Parr. Fotógrafo nascido nos anos 1950, Parr retrata o cotidiano inglês de forma excêntrica, saturada, peculiar, e assim como no St. John, sem deixar nada de fora. Suas fotos mostram a verdade nua e crua, sem firulas ou efeitos. Ele retrata a comida britânica como ela é, de forma irônica, icônica, com senso de humor. A cultura inglesa nos seus mais diversos momentos, como uma ilustração do cotidiano.


Martin Parr, New Brighton, Merseyside, Inglaterra.1952

Martin Parr
Martin Parr, Untitled, New Brighton, Merseyside, Inglaterra.1952

Martin Parr
Martin Parr, Untitled, New Brighton, Merseyside, Inglaterra.1952

Martin Parr fotografia
Martin Parr, British Food, 1995-1996.

Martin Parr fotografo
Martin Parr. Gosforth Races Ladies Day. Newcastle, Inglaterra, 2008