Japão: história do Tonkatsu

O Tonkatsu nasceu durante a Era Meiji (1868-1912), um momento em que o Japão se modernizou rapidamente após um longo período fechado para o resto do mundo (Período Edo).

Foto: tonkatsu do Butagumi Tonkatsu que comi em Tóquio.


Com o incentivo do imperador, a cultura ocidental passou a ser extremamente disseminada, o que fez com que diversas práticas culinárias fossem adotadas. A receita de Côtelette de veau (carré de vitelo), trazida pelos franceses, caiu na graça dos japoneses e passou a ser preparada no restaurante Renga-tei, aberto em 1895 no bairro de Ginza, em Tóquio, famoso na época por seu estilo Yōshoku (comida ocidental).


Até então de carne bovina, o chef do Renga-tei adaptou a receita para o paladar nipônico, usando farinha panko e fritando a carne por imersão, e não na panela com manteiga como foi ensinado pelos franceses. O Katsuretsu, como era chamado, ganhou sua versão com porco em 1930, mais acessível e suculenta, que ficou famosa como Tonkatsu (ton: porco). A receita passou a ser servida pela cidade, normalmente acompanhada de um tipo de molho worcestershire japonês e repolho.


Com o tempo diversas versões surgiram, como o katsu sando (sanduíche de tonkatsu) ou o katsu curry, servido com molho curry, preparado pela primeira vez durante a segunda guerra mundial por um chef que queria agradar um cliente exigente.


📸 Nas fotos, o tonkatsu do Butagumi Tonkatsu que comi em Tóquio. No Butagumi você escolhe a raça do porco que quer, segundo o nível de gordura e sabor que deseja na carne. Escolhemos barriga de Nakijin-agoo e filé de Tsunan 🐖🍛