Chefs da quarentena

De um dia pro outro o mundo voltou a cozinhar em casa. Tempos de quarentena nos lembraram que essa é uma boa forma de passar o tempo, afinal, nem só de delivery vive o homem -embora, confesso, seria feliz assim. Mas quando foi que perdemos o costume de cozinhar? Talvez quando a gastronomia migrou da cozinha para o sofá, com o crescente consumo de comida em forma de séries e realities que puseram na boca do povo termos como "sous-vide"ou "falta acidez". Quando comer virou algo adorado quando feito por outros, "chefs celebridades” bonitões (os novos galãs) com suas receitas desconstruídas que contemplamos enquanto devoramos uma bela pizza napolitana delivery. Esses dias me dei conta que, caramba, tinha esquecido que gostava de cozinhar. Talvez por falta de tempo, talvez pelos milhares de restaurantes de SP, tantos e tão bons que,"pq vou comer essa gororoba que fiz se posso pedir um hambúrguer e ser feliz?" Talvez este momento que vivemos permita reconectarmos com o ser humano que existe em nós, afinal, o homem é homem pq ele cozinha. A cozinha fundou a civilização. Ela diferenciou os primeiros homens de seus ancestrais, por sua capacidade de preparação e cocção, transformando o alimento bruto em comida, em cultura. Mas a essência humana do poder de transformação dos alimentos foi se perdendo aos poucos: nasceu da necessidade, se transformou em prazer, cultura, diversidade de escolhas e caiu na rotina. A popularização da gastronomia nos transformou de cozinheiros a comensais de sofá, meros espectadores. Talvez, o que vivemos hoje nos traga este lado mais humano de volta, nos reconecte com o simples ato do prazer de cozinhar: Como é bom me permitir fazer minha própria mise en place de cebola cortada toda errada, usar temperos que estavam vencidos desde 2016, pq acho que tempero não estraga, ou esperar a água ferver enquanto lavo a louça ouvindo Caetano falar qualquer coisa. Tinha esquecido como é chato provar no final e ver que esqueci o sal e finalmente servir e perceber que já estou sem fome pq provei demais durante o processo. Como é reconfortante cozinhar! Enfim, agora vou descer pq meu delivery chegou e vou assistir a mais um episódio de Chef's Table. Bom fds!


🎬 Alguns dos primeiros programas culinários de sucesso da TV:

Julia Child, Mastering the Art of French Cooking, lançado em 1961.

James Beard, I Love to Eat, lançado em 1946.

Philip Harben, “Cookery", lançado em 1946.


Ofélia Anunciato, A Maravilhosa Cozinha da Ofélia, lançado em 1968.