A origem dos Snacks

Os snacks, que hoje estão nos menus de tantos restaurantes, já eram apreciados na Roma Antiga como um ponto alto dos ostensivos banquetes romanos. Conhecidos como gustatio, estes aperitivos chegavam no começo das refeições aos montes, como pequenas porções que variavam de hortaliças com diferentes molhos picantes à frutos do mar como ouriços, ostras e mariscos, finalizando a etapa com cervos e javalis selvagens - há relatos de um jantar com a presença de Júlio César que foi servido 16 snacks antes da primeira entrada usando estes ingredientes.

.

🍷O Gustatio era servido com Mulsum, um vinho aromatizado com mel ou com Conditum, como descreve Apicius em De re coquinaria, um vinho com mel e especiarias como pimenta preta, mástique, folha de louro, açafrão, purê e semente de tâmara.

.

🍯🌶️ Receita de Conditum Paradoxum, a primeira receita do livro de Marcus Gavius Apicius (25 a.C. – 37 d.C.), em inglês:

.

📖 Book I. The Careful Experienced Cook - Liber I. Epimeles |

Fine Spiced Wine - Conditum Paradoxum

.

The composition of this excellent spiced wine is as follows. Into a copper bowl put 6 sextarii1 of honey and 2 sextarii of wine; heat on a slow fire, constantly stirring the mixture with a whip. At the boiling point add a dash of cold wine, retire from stove and skim. Repeat this twice or three times, let it rest till the next day, and skim again. Then add 4 ounces of crushed pepper,2 3 scruples of mastich, a drachm each of nard or laurel leaves and saffron, 5 drachms of roasted date stones crushed and previously soaked in wine to soften them. When this is properly done add 18 sextarii of light wine. To clarify it perfectly, add crushed charcoal3 twice or as often as necessary which will draw the residue together and carefully strain or filter through the charcoal.” Apicius I, I.

📸 Na foto, afresco na Villa dos Misterios, Pompeia, Italia.