A história da Lasanha

A primeira lasanha da história, por incrível que pareça, nasceu em uma cozinha grega. Os Italianos que me perdoem mas eu, como boa filha de grego, não me surpreendo com essa notícia (afinal, tudo vem do grego né @tacordas?). Diversos livros da Antiguidade clássica trazem receitas ancestrais da lasanha, como um popular bolo achatado grego, cozido no "Lasanon" - um recipiente onde se dispunham pedaços estendidos de massa fina cortada em tiras largas, chamada de "Lasanea". No período greco-romano, aparece em obras clássicas da literatura escritas por Aristófanes e Horácio, uma tal de "Lasanum" descrita como pedaços compridos de massa frita. O político romano Marco Túlio Cícero, ficou conhecido como um grande apreciador de "Lagani", outra massa em tiras, servida com "porrum" (ancestral do alho-poró) ou "cicer" (grão de bico). Algumas décadas depois, no livro De Re Coquinaria, de Marcus Gavius Apicius, são descritas duas receitas feitas em panelas planas com bordas altas e ingredientes separados por camadas de massa fina: a "Patina Apiciana" (ou à moda de Apicius), com peixe, barriga de porco, galinha, toutinegras ou tordos (tipos de pássaros), vinho doce, especiarias, levístico (primo do salsão), pinhões e ovos ou a "Patina Quotidiana", feita com galinha, especiarias, orégano, vinho doce e ovos. Mas é apenas no século XV que a lasanha é aperfeiçoada, entrando nas cozinhas da alta sociedade finalizada em um artigo de luxo: o forno. Bartolomeu Scappi, o cozinheiro mais famoso do Renascimento, publica em seu livro a receita de Lasanha cozida em caldo gordo de carne ou em leite de cabra, recheada com açúcar, canela e queijo parmesão, e depois levada ao forno. Mas é apenas na Bolonha do século XVIII que surge o recheio mais famoso do prato: o molho à bolonhesa. Mas essa já é outra história…

🖼️ Mulheres fazendo massa. Ilustração do livro Tacuinum Sanitatis, impresso no século XIV.