A cebola egipcia

Nenhuma cultura reverenciou tanto a cebola quanto os antigos egípcios. Além de alimento, a cebola era um potente remédio antibacteriano (e, aparentemente, usada como teste de gravidez) e um forte símbolo espiritual, que representava poder e vida eterna. Muitos murais egípcios retratam a cebola em festas, funerais e altares. Seu bulbo e flores eram usados para rodear os mortos em suas tumbas, trazendo assim vida eterna após a morte. Foram encontrados vestígios de cebola em diversas tumbas egípcias, ao redor do peito, orelhas, olhos, pélvis e pés das múmias. O rei Ramsés IV, por exemplo, foi encontrado com vestígios de cebolas ao redor dos olhos.

📸 Na foto, Três mulheres em um banquete. Túmulo de Nakht, em Tebas. Dinastia XVIII.