Pavão, o prato preferido de Carlos Magno

Uma das mesas mais suntuosas da Idade Média sem dúvida foi a de Carlos Magno (742-814).

🖼️ Na foto, “Um pavão assado é servido em um banquete”, ilustração do livro “Conquistas e façanhas de Alexandre”, século XV. Pintor anônimo, página 86, Petit-Palais, Paris.


Um dos imperadores mais importantes da história, Carlos curtiu seus 46 anos de governo repleto de conquistas, mulheres, caçadas e banquetes opulentos.


Um dos pratos favoritos do rei era pavão assado, recheado com ervas aromáticas e servido com toda sua plumagem reconstruída. Sua cauda imponente ia aberta à mesa e no bico, um pavio embebido em cânfora, servido em chamas, que levava os convidados a loucura.


🦚 Carlos Magno gostava tanto de pavão que o animal passou a ser venerado por seus súditos. Em suas caçadas que duravam dias, voltava com pilhas e pilhas de javalis, veados e lebres que eram assados ultra temperados (excesso de condimento fazia sucesso na Idade Média) em espetos sobre brasas com ervas.


Outros animais mais corriqueiros como faisão, perdiz, codorna e pombo eram cozidos em molhos gordurosos e, muitas vezes, recheados com geleias de frutas. Carlos Magno também amava porco, ganso, galinha e peixes – este último, gostava tanto que até mandou construir um viveiro de água doce em sua casa.

🖼️ 2. Carlos Magno. Albrecht Dürer, 1512