História do Tutano

O tutano foi provavelmente o primeiro alimento a ser conservado na história. Uma pesquisa publicada semana passada na Science Advances mostrou que povos paleolíticos de 420.000 a 200.000 anos atrás conservavam pernas de cervo penduradas nas paredes da Caverna Qesem, hoje em Israel, para consumirem semanas mais tarde. Segundo Ran Barkai, arqueólogo da Universidade de Tel Aviv, "Até então acreditava-se que os primeiros hominins consumiam tudo o que podiam pôr a mão imediatamente, sem armazenar, preservar ou guardar as coisas para depois". Esta descoberta recente pode ser o exemplo mais antigo de humanos economizando comida, além de trazer informações sobre a habilidade do homem de planejar suas necessidades futuras.


🦴 O tutano de cervo pré histórico era consumido em até 9 semanas. O arqueólogo Jordi Rosell, da Universidade Rovira i Virgili, na Espanha, recriou os processos de conserva descobertos nos ossos da caverna e resolveu provar a iguaria: " É como uma salsicha sem graça, sem sal e um pouco insossa. Posso dizer que seu sabor não era ruim, talvez um pouco mais rançoso nas últimas semanas, mas não ruim."

.

📃 Artigo completo em: Bone marrow storage and delayed consumption at Middle Pleistocene Qesem Cave, Israel (420 to 200 ka). Science Advances Magazine. Publicado em 09 de outubro de 2019.

📸: Pintura rupestre de cervos em Lascaux, um complexo de cavernas ao sudoeste da França, 15000-10000 aC.

📸 2: Imagem usada pelos arqueológos para exemplificar o processo de conserva do tutano na caverna de Qesem.