História da Ostra

A ostra é consumida desde os primórdios da humanidade. Na verdade, elas já existiam no Período Triássico, o primeiro período da Era Mesozóica, junto com os ancestrais dos dinossauros. Algum tempo depois, a ostra se tornou um ingrediente comum nas refeições dos homens pré-históricos que a cozinhavam sobre pedras quentes ou direto no fogo. Na Roma Antiga, elas faziam sucesso temperadas com pimenta, levístico, vinagre, garum, azeite e vinho e eram indicadas para uma série de doenças como indigestão, úlcera e anemia. Com o fim do Império Romano no século V, o consumo de ostras caiu e muitas fazendas foram abandonadas, fazendo com que o molusco saísse dos menus por alguns bons séculos...

Foto: Girl Eating Oysters, do holandês Jan Steenc, c. 1658-1660.