A história da Paella

A paella surgiu entre os séc XV e XVI nas zonas rurais de Valência, Espanha. A palavra Paella na verdade se refere aquela panela rasa, em que se prepara arroz em caldo colagenoso com um sofrito (refogado de alho, cebola, tomate…). Este arroz pode ser feito com qualquer sobra de carne -inclusive assim nasceu a receita, como uma forma campesina de aproveitar estas sobras. Minha família materna, de origem espanhola (ops digo catalã) todo dia das mães faz paella. Quer dizer, minha avó faz, e quando ela tem preguiça, meu tio faz. E quando ele não está olhando todos roubam uma linguiça, um marisco, um camarão daquele caldo borbulhante com cheiro de tradição. Cheiro de lugar certo na hora certa. Este é o primeiro dia das mães que não faremos paella. Tentei convencer a "e se um fizer e mandar para os outros e comemos todos no zoom". Minha proposta não fez sucesso. Mas a verdade é que a paella do dia das mães é muito mais do que o arroz em sí. É sobre o fazer, o ficar em torno da panela vendo os ingredientes entrarem, ganharem cor, tomarem textura. É sobre vinho e sobre algumas garrafas que vão antes mesmo do prato ficar pronto. É sobre o tupperware que levo pra casa e como a semana inteira e como, magicamente, o arroz vai ficando melhor. Amo paella com frango e linguiça. Claro, não dispenso uns lagostins, mas o colágeno das aves e do porco trazem um meloso todo especial. Inclusive, os frutos do mar entraram na receita apenas algum tempo depois de sua criação, quando ganhou fama e alcançou a costa. Até então, no campo se usavam aves, coelho e vegetais -sobras das refeições campestres. A origem da palavra Paella é incerta: alguns dizem que vem do latim “Patella”, panela rasa, outros do árabe, 'baqiyah', sobras, restos. Mas a palavra Paella só começou a ser usada no final do séc XIX, até então o prato era chamado de Arroz a valenciana. Suas primeiras receitas escritas estão no livro catalão Llibre de Coch de Robert de Nola (1520), que inclusive fala sobre o Socarrat: "quando terminar, vc verá que o arroz fez uma crosta muito boa". Pois é Robert, ah essa crostinha - a próxima paella que eu comer não vai sobrar crostinha nenhuma pra contar história.


Fotos de um dia das mães na minha família, há 16 anos