A história da Cajuína

"A cajuína cristalina em Teresina": a bebida típica do Piauí, um Patrimônio Cultural Brasileiro e um bem nacional associado a um ritual socioafetivo - antigamente, garrafas de cajuína eram dadas de presente em aniversários, batizados, casamentos e comemorações em geral.


Ao que tudo indica, o cajueiro é originário do nordeste brasileiro e a bebida de suco de caju clarificado tem origem indígena. Seu nome deriva do “acaju” ou “acâi-ou”, do tupi “fruto que se produz, fruto do pomo amarelo”.


Segundo a escritora nordestina Rachel de Queiroz (1910-2003), porém, a invenção da cajuína como conhecemos hoje é atribuída ao baiano Rodolfo Marcos Teófilo (1853-1932), farmacêutico, poeta e escritor que teria criado a bebida como um substituto para a cachaça.


Atualmente, milhões de garrafas de cajuína são consumidas no Piauí, estado que tem avenida com seu nome e até mesmo uma competição esportiva cujo nome homenageia a tão amada bebida, A Volta da Cajuína. Ela ganhou fama também na voz de Caetano Veloso que criou a canção “Cajuína” em homenagem ao poeta, jornalista e letrista piauiense Torquato Neto.

📸: Produção de Cajuína com moinho motorizado – Iphan

📸 Cajuina na @casariodabarrapiaui